FEIC defende concepções e direitos das crianças no processo de implementação da BNCC no Ceará

2 de agosto de 2018 às 14:09

Nos meses de junho e julho ocorreram no Ceará encontros públicos para discussão da proposta inicial do documento que subsidiará a implementação da Base Nacional Comum Curricular – etapa Educação Infantil no estado. O FEIC esteve presente em três dos quatros encontros organizados pela Secretaria de Educação do Ceará (SEDUC), coordenaria de Educação Infantil. A participação do FEIC foi marcada pela afirmação do caráter intrinsecamente político que qualquer processo de discussão sobre Proposta Pedagógica e Currículo, especialmente, na Educação Infantil, possui.

Foi também privilegiada, nas falas dos representantes do FEIC, a importância dos(as) professores(as) terem autonomia para o desenvolvimento de um trabalho contextualizado, em estreita relação com as vivências socioculturais que as crianças têm em suas comunidades. Para isso, o FEIC defendeu que o documento de implementação da BNCC-EI se distanciasse de uma lista de atividades a serem escolhidas pelo professor e reproduzidas pelas crianças, mas, que se constitui-se como um documento norteador, propiciador de reflexões que auxiliem o docente no planejamento e na avaliação de práticas pedagógicas que tenham sempre como eixos as interações e a brincadeira, de modo a garantir os direitos de aprendizagem e desenvolvimento previstos na BNCC-EI.

Fonte: Fórum de Educação Infantil do Ceará