Mais de 800 pessoas participam do I Encontro de Profissionais de Educação Infantil do Território de Identidade de Irecê, na Bahia

O grupo gestor do Fórum de Educação Infantil do Território de Identidade de Irecê em parceria com a Universidade do Estado da Bahia- UNEB, buscando atender a reivindicação por formação dos profissionais que atuam na Educação Infantil, realizou nos dias 19 e 20 de abril de 2018, para 854 pessoas de diferentes municípios, o maior evento de Educação Infantil já realizado na região.

 

A perspectiva metodológica do evento, pautou-se na compreensão de que, a formação dos profissionais da Educação Infantil, deve ser estruturada a partir de vivências lúdicas, que envolvam os sujeitos numa experiência prazerosa, remetendo-os a infância. E, a partir disso, se envolvam em processos de estudos, análise e reflexão sobre suas práticas, buscando articular teoria-prática. O evento foi organizado para que os participantes pudessem ter acesso a diferentes tipos de discussões através das mesas de debates e que também pudessem explorar determinado tema de seu interesse nas oficinas.

“Ao longo dos dias o grupo gestor do FEITII se emocionou com a quantidade de sujeitos que registraram de formas diferentes, a satisfação por estarem participando do evento. Emanados pela alegria do encontro, pela interação entre os municípios participantes, pelos momentos de aprendizagens, provocações e problematizações, percebíamos que o êxito, da perspectiva metodológica adotada como fio condutor do evento, foi se evidenciando. Em especial, percebemos o quanto o evento foi importante para contribuir para construção coletiva DE QUE TODOS SOMOS PROFISSIONAIS DE EDUCAÇÃO INFANTIL com funções específicas, necessidades formativas também específicas, mas que todos interferimos, apoiamos, impactamos na formação dos cidadãos de pouca idade que vivem no Território de Irecê. Disse Marcela (merendeira do Munícipio de Lapão) ‘hoje entendemos o que é formação e porque precisamos de formação para trabalhar na creche. E o mais importante, tivemos possibilidade de entender algumas coisas que as professoras fazem e, nós reclamamos!’.”

 

Clique aqui para acessar a íntegra do relatório que detalha as atividades do evento.